musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - PRIMATAS - DJONGA - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Primatas letra


[Dime Cronista]
Somos primatas vindo lá da mata, trazendo anos 90
Na habilidade a seleção dos anos 70
No país que se diz penta
O governo só despinta
Então sinta
Saindo mais um clássico do rap nacional
Bebendo na essência Chico, Black e Marechal
Maninho, vamo invadir seu quintal
Pra péla que só dá pala, não ter mão, de longe, é tchau
Hey boy, vindo na raça na caça de todo reaça
Essas linha embaça, dois toque e passa, o gol é na "plaça"
Roubar a taça, somos atletas do ano, segue
Rap PA prosseguimento no plano
É pra deixar os loucos se envolver, os de mentira se assustam
Não reconhecem o preço e os sonhos quanto custam
Valores são valores, cada um carrega o seu
Me sinto milionário quando eu tô com os meus

[Garoá]
Rasguei como uma flecha vendo Guaraci
Nem chega moscando, não vão te acudir
Levanta parede, tombou minha rede
Só porque tem sede de me consumir
Então segura a revolta que é voz de Tupã
Fica no seu canto que eu lembro d'ocê
Cê num caiu hoje, mas tomba amanhã
Que verme é verme, não vamos esquecer!
Não vamos esquecer!
Não vamos esquecer!

[Djonga]
Se eu pisar fora da faixa
Essa porra de faixa não sai
Se eu rimar fora da caixa
Tempo fecha, fiel, mixa cai
Igual Bíblia, mil cairão ao seu lado
Se for cuzão, eu mesmo que eu atirei
Dez mil à sua direita
E esse canhoto fui eu que assinei
Apelidei de Panicat
É que esses caras são bundão
Vem de navio, eu quebro o deck
Políticos na vala
Voltas do mundão
Nóis tamo portando meiota e nem a moto tá dando a hora da hora chegar
Tá tá tá, tá tá tá
Tá cansado na treta, chegada a hora de nós te deitar
Nossas siglas GE
As siglas desse caras é KKK
Nosso suor não foi de graça
Então é bala na cara, tey tey tey
O flow é bom, mas num entendi o recado
Informação não vende no supermercado
Eu, preto zica, os pretos fica, as pretas rica
E o seu recalque mais volta do que bate
E eu sigo brindando os copos, jogando pérolas ao porcos
É que acabou a lavagem
E ultimamente eu tô podendo
E ultimamente eu tô podendo
Hoje eu tô de Adidas, não é que eu esqueci o Kichute, é que eu gastei o Kichute
Meu povo saindo no soco
Quem ficou rico saiu pelo chute (gol)
Seguimos defendo o que dá, sem medo da queda
Só se come quem quer dar
Do contrário, tu contrariou as regras
Cê vai ver no que dá
Foram três meses e o país todo me conhecia
Passaram dez anos, não vão me esquecer
Não se trata de ego, é autoestima
Pretos no topo, minha geração fez por merecer
[Saída: Dime Cronista, Garoá & Djonga]
Se tá ruim pra você, então toma!
Que eu vou fazer chover (Ôoh laiá)
Se tá ruim pra você (Ôoh laiá)
Se tá ruim pra você (Ôoh laiá)
Se tá ruim pra você (Ôoh laiá)
(Ôoh laiá)

Djonga - Letras

©2003 - 2018 - musicas.mus.br